Hérnia de Disco

 Tratamentos Para Hérnia de Disco Sem Cirurgia

O que é Hérnia de Disco?

A hérnia de disco ocorre quando o material interno do disco intervertebral escapa para a área externa do disco, comprimindo as raízes nervosas da medula e causando o pinçamento do nervo próximo à região afetada. O pinçamento do nervo pode fazer a dor irradiar para os braços e pernas, a chamada radiculopatia.

Hérnia de Disco Lombar e Cervical

Existem dois tipos de hérnia de disco: hérnia de disco cervical e hérnia de disco lombar.

No caso da hérnia de disco cervical, a dor irradia para os braços, enquanto na hérnia de disco lombar a dor irradia para as pernas, sendo que geralmente a hérnia de disco lombar ocorre entre a quarta e quinta vértebra lombar (L4/L5) e a sacral (S1).

Além disso, hérnia de disco também pode causar os seguintes sintomas: fraqueza, dormência, formigamento, sensação de choque.

Causas da Hérnia de Disco

A principal causa da hérnia de disco é o desgaste dos discos da coluna, que ocorre naturalmente com o passar do tempo, desidratando o disco e reduzindo a sua altura. Os seguintes fatores podem colaborar para causar hérnia de disco:

  • Movimentação repetitiva;
  • Má postura;
  • Herança genética;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo;
  • Sobrecarga de peso;
  • Atividade de alto impacto.
hérnia de disco-grafico

Desgaste dos Discos

Os discos da coluna são feitos por uma capa de fibra grossa na parte externa e um material gelatinoso e rico em água na parte de dentro.

Eles funcionam como amortecedores entre um osso e outro da coluna, aliviando o impacto e ajudando na movimentação da coluna vertebral.

Devido ao avanço da idade, movimentação repetitiva, má postura, herança genética, fraqueza ou desequilíbrio muscular, o disco sofre um desgaste, ficando mais achatado, rígido e menos resistente.

Com isso, a capa de fibra que envolve o disco pode sofrer algumas fissuras ou esgarçamento de suas fibras.

Essas fissuras na parede externa do disco, além de causar dor nas costas, resultam em uma região de fraqueza na parede do disco.

No momento em que o material interno do disco pressiona essa região de fraqueza conseguindo empurrá-la para fora, cria-se uma “barriga” no disco.

A essa “barriga”, chamamos hérnia de disco.

Tipos de Hérnia de Disco

Existem diferentes tipos de hérnia de disco:

hérnia-de-disco_tipos
  • Hérnia de Disco Protrusa – é o caso mais comum de hérnia de disco – apesar do núcleo do disco ainda não ter sido afetado, a sua forma já deixa de ser ovalada
  • Hérnia de Disco Extrusa – a parede do disco se encontra fissurada, permitindo o escape do material interno para fora do disco
  • Hérnia de Disco Sequestrada – é o caso mais grave de hérnia de disco –  a parede do disco se encontra rompida, provocando compressão extrema da raiz nervosa

Tratamentos para Hérnia de Disco

Existem diversos tipos de tratamento para hérnia de disco, muitos deles se valem de técnicas que visam diminuir a compressão a que estão submetidos os discos da coluna. São tratamentos que proporcionam um alívio momentâneo na dor, o que não impede que o problema retorne.

Do ponto de vista médico, o tratamento da hérnia de disco costuma seguir uma escada de três graus de complexidade:

1º degrau: Tratamento Conservador

Analgésicos, antiinflamatórios, relaxantes musculares e medicações que buscam controlar o funcionamento dos nervos da coluna, e ainda:

  • Fisioterapia
  • Acupuntura
  • Massagem

2º degrau: Tratamento Minimamente Invasivo

A maioria destes tratamentos são injeções precisas de medicações na interface do nervo com o disco. A precisão destes procedimentos é permitida pelo uso de um aparelho de radioscopia (que é uma câmera de raio X, que tira imagens radiográficas em tempo real). Com isso, busca-se o desinflamar das estruturas acometidas pela hérnia de disco para que o paciente sinta o alívio dos sintomas e possa voltar às atividades de vida normal.

3º degrau: Cirurgia de Hérnia de Disco

No caso da falha nos dois primeiros degraus de tratamento da hérnia de disco, podemos considerar o tratamento cirúrgico convencional. Este tratamento visa a descompressão do nervo que possa estar pinçado e a melhora das condições do disco que sofreu a hérnia (por vezes retirando o material que extravasou do disco). As publicações médicas falam em cerca de 5% a proporção das hérnias de disco que necessitam de cirurgia convencional. No Spine Center, esta proporção está abaixo dos 2%.

Com o avanço da tecnologia, hoje já é possível fazer o tratamento da hérnia de disco via endoscopia (com pequenos cortes e o uso de câmeras de vídeo) – é uma forma menos invasiva de realizar uma cirurgia, e ainda obter bons resultados.

Cirurgia Endoscópica

A cirurgia endoscópica para hérnia de disco possibilita a retirada do material do interior do disco sem que seja necessário realizar uma cirurgia de coluna.

Através da inserção de uma câmera até a região afetada, o médico especialista em coluna efetua a retirada do material “herniado” do interior do disco, sem incorrer nos riscos de uma cirurgia.

Referência Internacional em Tratamento para a Coluna

Dr. João Amadera e Dr. Daniel Pimentel possuem experiência profissional comprovada no Spine Center of Spaulding Rehabilitation Hospital da Harvard Medical School, entre 2010 e 21011. O resultado dessa experiência é uma parceria entre a Clínica Spine Center e o Departamento de Fisiatria Intervencionista do Spaulding Rehabilitation Hospital, Harvard Medical School.  Essa parceria possibilita que os pacientes do Spine Center tenham acesso aos mais modernos tratamentos para a coluna vertebral disponíveis hoje.

Não Permita que a Hérnia de Disco Prejudique a Sua Qualidade Vida

Diversos problemas podem ser evitados se a hérnia de disco for diagnosticada e tratada ainda no começo. Preserve a sua qualidade de vida. Agende hoje mesmo a sua consulta com um especialista em coluna.