Dor lombar2018-05-09T15:53:54+00:00

Dor Lombar – Lombalgia

Veja como a dor lombar pode ser tratada através de procedimentos minimamente invasivos

Dor Lombar

Veja como a dor lombar pode ser tratada através de procedimentos minimamente invasivos

Dor Lombar ou Lombalgia?

Existem diversas causas para a dor lombar, que também pode ser chamada de lombalgia. Em alguns casos ela acontece devido à algum tipo de trauma físco, como acidentes, torções bruscas, quedas, mas ela também pode ocorrer em decorrência do desgaste dos discos intervertebrais que acontece com a idade.

Dor Lombar ou Lombalgia?

Existem diversas causas para a dor lombar, que também pode ser chamada de lombalgia. Em alguns casos ela acontece devido à algum tipo de trauma físco, como acidentes, torções bruscas, quedas, mas ela também pode ocorrer em decorrência do desgaste dos discos intervertebrais que acontece com a idade.

Um Problema Global

Há quem diga que quem nunca teve dor nas costas um dia ainda vai ter

infográfico dor lombar

Um Problema Global

Há quem diga que quem nunca teve dor nas costas um dia ainda vai ter

lombalgia grafico

Causas da Dor Lombar

A lombalgia pode ser causada por diversos fatores, como impactos, quedas, torções, trancos, batidas, má postura, sobrepeso, desgaste dos discos da coluna lombar, inflamações ou decorrente de outros problemas na coluna, como hérnia de disco ou escorregamento de vértebra, por exemplo.

  • trauma físico

  • esforço repetitivo

  • má postura

  • escorregamento de vértebra

  • desgaste dos discos

  • inflamações

Sintomas

Na maioria dos casos, os sintomas da lombalgia não são incapacitantes. No entanto, há casos em que, devido a dor, a pessoa tem dificuldade de se manter de pé, o que acaba comprometendo a sua mobilidade. Veja alguns dos sintomas mais comuns de quem está com dor lombar:

gráfico-lombalgia-dor lombar
  • sensação de “choque” na coluna lombar

  • incapacidade de ficar de pé

  • dor que irradia para as pernas (ciatalgia)

  • sentir-se “travado”

Fatores de Risco

A lombalgia pode afetar pessoas de qualquer idade, porém é mais frequente em pessoas com mais de 40 anos ou com histórico de hérnia de disco.

Diagnóstico

Assim como acontece com outros problemas na coluna vertebral, o diagnóstico de lombalgia deve ser feito por um médico especialista em coluna. Nos casos de lombalgia aguda, que costuma acontecer em pessoas mais jovens devido a impactos,  a dor geralmente dura o período de 2 a 6 semanas, e depois desaparece. Nesse caso, você pode tomar algumas medidas simples para aliviar a dor na coluna lombar.

No caso de uma lombalgia crônica, em que dor não passa durante o período de 6 semanas, é recomendado procurar um especialista em coluna para entender melhor o que está acontecendo. O mesmo vale para o caso de segunda opinião médica. Se você quer ter 100% certeza do que está acontecendo, você precisa de um diagnóstico preciso. Dessa forma, o especialista em coluna pode trazer uma nova luz sobre o seu problema e oferecer alternativas de tratamento que vão ter um impacto direto na sua qualidade de vida.

Sintomas

Na maioria dos casos, os sintomas da lombalgia não são incapacitantes. No entanto, há casos em que, devido a dor, a pessoa tem dificuldade de se manter de pé, o que acaba comprometendo a sua mobilidade. Veja alguns dos sintomas mais comuns de quem tem dor lombar:

Diagnóstico

Lombalgia Aguda

Assim como acontece com outros problemas na coluna vertebral, o diagnóstico de lombalgia deve ser feito por um médico especialista em coluna. Nos casos de lombalgia aguda, que costuma acontecer em pessoas mais jovens devido a impactos,  a dor geralmente dura o período de 2 a 6 semanas, e depois desaparece. Nesse caso, você pode tomar algumas medidas simples para aliviar a dor na coluna lombar.

Lombalgia Crônica

No caso de uma lombalgia crônica, em que dor não passa durante o período de 6 semanas, é recomendado procurar um especialista em coluna para entender melhor o que está acontecendo. O mesmo vale para o caso de segunda opinião médica. Se você quer ter 100% certeza do que está acontecendo, você precisa de um diagnóstico preciso. Dessa forma, o especialista em coluna pode trazer uma nova luz sobre o seu problema e oferecer alternativas de tratamento que vão ter um impacto direto na sua qualidade de vida.

Fatores de Risco

A lombalgia pode afetar pessoas de qualquer idade, porém é mais frequente em pessoas com mais de 40 anos ou com histórico de hérnia de disco.

Tipos de lombalgia

A lombalgia aguda costuma estar associada a alguma impacto, esforço repetitivo, problema de postura ou trauma físico. Nesse caso, a lombalgia não não está necessariamente relacionada ao desgastes dos discos da coluna, como costuma acontecer na lombalgia crônica.

A lombalgia crônica, por outro lado,  geralmente esta associada a outros problemas na coluna, que podem ocorrer devido ao desgaste dos discos intervertebrais que é decorrente da idade, como é o caso da hérnia de disco.

LOMBALGIA AGUDA

idade: mais frequente em jovens

causas: esforço físco ou trauma

duração: de 2 a 6 semanas

LOMBALGIA CRÔNICA

idade: mais comum em pessoas mais velhas

causa: problemas decorrentes do desgaste dos discos

duração: varia conforme o caso

Tratamentos

Os tratamentos variam de acordo com o tipo de lombalgia, podendo incluir uso de medicamentos, fisioterapia e procedimentos minimamente invasivos. Existem duas linhas de tratamento para lombalgia: os tratamentos conservadores, a base de anti-inflamatórios e fisioterapia, com possibilidade de cirurgia de coluna ou tratamentos modernos, com procedimentos minimamente invasivos, que são uma opção rápida e segura para a cirurgia de coluna. Os tratamentos com procedimentos minimamente invasivos possibilitam uma recuperação rápida (como não há a necessidade de anestesia e não são realizados cortes, o paciente recebe alta no mesmo dia) segura (como não há um pós operatório, o paciente corre menos riscos) e livre de efeitos colaterais, (apenas a parte exata da coluna recebe tratamento, não afetando a parte estrutural do caluna como um todo)

  • Tratamentos Conservadores

    Feitos a base medicamentos, fisioterapia e exercícios físicos

  • Procedimentos Minimamente Invasivos

    Procedimentos realizados por médico especialista em coluna – sem a necessidade de cortes ou anestesia

O que Fazer para Aliviar?

Nos casos de lombalgia aguda, algumas medidas simples podem ajudar a diminuir a dor nas costas como, bolsas de gelo ou bolsa de calor, massagem, alongamento, repouso relativo e atividade física. Nos casos de lombalgia crônica, em que a dor permanece, procedimentos minimamente invasivos associados à atividade física de estabilização da coluna e fisioterapia são os mais indicados, tratamento que é realizado pelo médico especialista em coluna.

O que Fazer para Aliviar?

Nos casos de lombalgia aguda, algumas medidas simples podem ajudar a diminuir a dor nas costas como, bolsas de gelo ou bolsa de calor, massagem, alongamento, repouso relativo e atividade física. Nos casos de lombalgia crônica, em que a dor permanece, procedimentos minimamente invasivos associados à atividade física de estabilização da coluna e fisioterapia são os mais indicados, tratamento que é realizado pelo médico especialista em coluna.