O tratamento para artrose na coluna vem se beneficiando com as novas técnicas de tratamentos que levam em conta as necessidades únicas de cada paciente.

A artrose na coluna é uma doença da coluna decorrente da degeneração dos discos intervertebrais.

Os procedimentos minimamente invasivos são uma alternativa moderna para o tratamento de diversos problemas na coluna, dentre eles, a artrose na coluna.

São procedimentos seguros e rápidos, cujos resultados podem ser notados em um curto espaço de tempo.

Além disso, os procedimentos minimamente invasivos  podem ser realizados em pessoas de qualquer idade e condição física.

E o melhor, apresentam até 85% de resultados positivos.

Quem pode se Beneficiar dos Procedimentos Minimamente Invasivos?

Os procedimentos geralmente são indicados para pessoas que não obtiveram resultados desejados com os tratamentos conservadores para a coluna.

Caso você não saiba, os tratamentos conservadores são os tratamentos realizados à base de:

  • Medicamentos;
  • Fisioterapia;
  • Exercícios físicos.

Mesmo os pacientes que receberam o diagnóstico de cirurgia de coluna, também podem recorrer a tratamentos não invasivos como forma de evitar a cirurgia.

Uma das principais vantagens dos procedimentos minimamente invasivos em relação à cirurgia de coluna, é que os procedimentos minimamente invasivos são muito mais seguros, representando um risco menor para a saúde do paciente.

Dessa forma, os procedimentos minimamente invasivos preenchem a lacuna existente entre os tratamentos convencionais e a cirurgia de coluna, sendo uma alternativa rápida, segura e com resultados praticamente imediatos.

Como os procedimentos minimamente invasivos são realizados sem a necessidade de anestesia e também sem a realização de cortes,  o paciente permanece acordado durante todo o tempo em que dura o procedimento.

O paciente recebe alta no mesmo dia, a partir de 3 horas em que o procedimento foi realizado.

Os resultados podem ser notados em poucos dias, proporcionando melhora imediata na qualidade de vida do paciente, que em logo está a apto a retomar as suas atividades normais.

raio-x-especialista-em-coluna

Médicos especialistas em coluna analisam raio X

Diagnóstico

Antes de realizar o procedimento minimamente invasivo o paciente é submetido a um diagnóstico elaborado pelo médico especialista em coluna.

São realizados diversos exames de coluna com o objetivo de identificar a região afetada, assim como, histórico de saúde, exame clínico, exame de imagem e, se necessário, procedimento diagnóstico.

tomografia-computadorizada

tomografia computadorizada

Tratamento para Artrose na Coluna com Procedimento Minimamente Invasivo

Talvez você não saiba, mas 41% dos casos de dor na coluna são causados por inflamações.

inflamações-articulações

A artrose na coluna ou artrose facetária na região lombar é uma doença de origem inflamatória, causada pela inflamação das articulações facetárias.

artrose-articulações-inflamadas

As inflamações nas articulações facetárias acontecem devido ao desgaste dos discos da coluna, que acontece naturalmente com o passar do tempo.

As pessoas com artrose na coluna podem sentir dor nas costas, dor no quadril, nos ombros, glúteos, pescoço e limitação dos movimentos, é uma dor que prejudica muito a qualidade de vida.

Os pacientes com suspeita de dor com origem nas facetas articulares são submetidos a diversos exames de imagem como, raio X, ressonância magnética ou tomografia, com o objetivo de certificar o diagnóstico.

raio-x tratamento coluna

Sala de Raio X

Caso os exames apresentam espessamento ósseo da cortical das articulações, hipertrofia da articulação ou derrame articular, pode se tratar de um caso de artrose.

No entanto, a maneira mais segura de se certificar acerca da suspeita de artrose na coluna é realizando um bloqueio anestésico da articulação para verificar se a dor é aliviada sob efeito do anestésico.

Caso o resultado seja positivo, e a dor diminua ou cesse com a aplicação do medicamento no local, o diagnóstico de artrose pode ser confirmado.

Ablação ou Rizotomia por Radiofrequência

É possível tratar artrose na coluna com procedimentos minimamente invasivos.

Nesse caso, o procedimento recomendado costuma ser a Ablação ou Rizotomia por Radiofrequência.

A ablação ou rizotomia  por radiofrequência tem como objetivo aliviar a dor de origem facetária, decorrente de inflamações nas facetas articulares, e não deve ser aplicado em pacientes com dor decorrente do desgaste dos discos intervertebrais ou ciática.

A ablação ou rizotomia por radiofrequência é um procedimento minimamente invasivo que permite “desativar” a dor causada pelas facetas que estão inflamadas sem recorrer a cirurgia de coluna.

É um procedimento extremamente preciso, em que apenas a região com sensibilidade dolorosa é desativada (inervação sensitiva).

Como o Nervo que Transmite a Dor é Desativado?

Este “desativar” do nervo é feito através de agulhas introduzidas em locais específicos da coluna junto aos ramos nervosos que dão sensibilidade às facetas articulares.

As agulhas são então conectadas a um aparelho gerador de radiofrequência que emite ondas elétricas que produzem calor na ponta da agulha.

A ablação ou rizotomia por radiofrequência é realizada a temperatura de 80 graus centígrados durante o tempo de 90 segundos.

É importante lembrar que um calor acima de 42 graus as proteínas do corpo desnaturam e tem suas propriedades tridimensionais alteradas, permitindo que o corpo absorva o tecido tratado, fazendo com que a sensação de dor na articulação desapareça.

Dessa forma, a temperatura do procedimento não chega a “queimar” o nervo, proporcionando apenas o calor suficiente para a realização do procedimento.

O alívio da dor na região pode levar até 4 semanas para acontecer, pois esse é o tempo que nosso corpo leva para absorver os tecidos que foram lesionados no procedimento.

ablação-rizotomia-por-radiofrequncia